A natureza das pequenas empresas

Data de pulbicação: 3 de Abril de 2017 às 18:05


A natureza das pequenas empresas


A compreensão sobre as propriedades exclusivas das pequenas empresas se mostra imprescindível, pois propicia o conhecimento fundamental para a proposição de técnicas e práticas de gestão que atuam em consonância com a natureza administrativa das pequenas empresas.

Presença marcante nos principais eventos e debates relacionados à administração,
os “gurus do management” costumam ser vistos como pessoas iluminadas que
carregam consigo a resposta para o sucesso empresarial. Entretanto, um
discernimento mais perspicaz pode nos revelar que esses “curandeiros” são, na
verdade, apenas especialistas em problemas típicos de grandes corporações que
acabam prescrevendo o mesmo remédio para toda e qualquer patologia empresarial.

As pequenas empresas possuem características e vocações que as diferem das
grandes empresas e, portanto, necessitam de técnicas e práticas de gestão voltadas
para seus desafios específicos. Infelizmente, assim como os “gurus”, percebemos
que é comum a literatura administrativa recomendar sem hesitação, soluções
padronizadas para desventuras diversas. Dentre muitas, uma das mais perigosas
para a natureza administrativa das pequenas empresas é o planejamento
estratégico.

O planejamento estratégico é a técnica adorada por excelência pelas grandes
empresas simplesmente porque é a ferramenta apropriada às suas exigências. O
tamanho desmedido das grandes unidades corporativas demanda uma vasta série
de desdobramentos operacionais que ganham vida à medida em que o plano é
elaborado. Já as pequenas empresas são direcionadas por visões ou imagens
mentais transmitidas verbalmente por seus dirigentes e, consequentemente, não
formulam planos formais. Desse modo, a aplicação das técnicas administrativas
utilizadas pelas grandes empresas é temerária e requer cautela.

O planejamento é o processo pelo qual os problemas relacionados ao trabalho
buscam ser solucionados pela análise. O hábito de planejar incute a compreensão de
que a única forma de pensamento válida para resolver os problemas sobre o
trabalho não passa de um processo dedutivo a fim de decompor o dilema maior em
pequenos impasses adjacentes. O perigo reside na tentação de supor que ideias
criativas, capazes de desafiar as referências vigentes, possam surgir a partir da
análise prescritiva convencional.

Nesse sentido, o planejamento como uma prática isolada, além de não ser eficaz,
força as pequenas empresas a modificarem sua natureza. Uma imposição nesses
termos, obriga o dirigente a substituir sua abordagem visionária natural por um
comportamento mais analítico e utilitário. O dirigente preso indiscriminadamente à
filosofia do planejamento, obstrui a formação de estratégias como visões mais
abrangentes e inspiradoras, prejudicando assim sua capacidade de inovar e se
adaptar às mudanças do mercado.

Assim, aprender planejar não significa aprender administrar estrategicamente sua
empresa. Pensar de forma estratégica engloba, além das habilidades analíticas,
aprender articular e condensar todo o conhecimento adquirido a fim de
estabelecer novas e diferentes imagens capazes de ilustrar aquilo que a empresa
aspira para o seu futuro. Para criar estratégias surpreendentes é preciso dar espaço
às escolhas e às ações que emergem diretamente da prática administrativa
permeadas de intuição e de conhecimento tácito (adquirido pela experiência).

Portanto, é imprescindível que as técnicas de gestão respeitem a natureza das
pequenas empresas centrada no dirigente e vocacionada à adaptação. Para
possibilitarmos melhorias reais na vida das pequenas empresas não podemos
submeter sua essência administrativa à transformação indevida. Nosso propósito é
preservar a natureza das pequenas empresas por meio de tecnologias de gestão
concebidas a partir de suas competências particulares. Desse modo, em vez de
minar e restringir a imaginação do dirigente, nosso intuito é prover ferramentas
capazes de fortalecer as aptidões naturais das pequenas empresas.

Sua mensagem foi enviado com sucesso!. Muito obrigado!